Vice-Governadoria do Ceará promove conferência sobre mediação comunitária

Cerca de 100 pessoas reuniram-se virtualmente nesta terça-feira (30) para trocar experiências sobre mediação comunitária. O encontro foi promovido pelo Fórum Estadual de Mediação, Justiça Restaurativa e Cultura de Paz, coordenado pela Vice-Governadoria do Ceará



Entre os convidados, estavam Juan Carlos Vezzulla, professor e mediador internacional, e Célia Passos, pesquisadora e PhD em psicologia social. A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, fez a abertura da conferência.

Ela falou sobre o Pacto por um Ceará Pacífico, que em uma de suas frente atua na prevenção à violência. “Dentro dessa agenda, instituímos esse compromisso com práticas de mediação e justiça restaurativa. E nossa equipe tem uma presença muito importante na implementação dessa agenda em outros setores do Estado”, disse.

À frente das práticas de mediação no Ceará desde 2016, quando foi criado, o Fórum Estadual de Mediação, Justiça Restaurativa e Cultura de Paz busca estabelecer a troca de experiências entre instituições que lutam para promover a educação, combater a violência e desenvolver uma cultura de paz.

Vezzulla exaltou que o Governo do Ceará esteja usando a mediação como método de diálogo. “É muito importante que o Executivo esteja levando à frente essa possibilidade de trabalho porque ela favorece a inclusão. A mediação nos permite entrar nas comunidades com muita humildade e conhecer as dificuldades e necessidades, de tal maneira que as pessoas se sintam ouvidas, representadas e próximas ao Estado”, afirmou.

Para Célia, considerando o cenário atual de pandemia, a mediação ganha ainda mais importância e traz possibilidades de como encarar a “tempestade”. “O círculo é ainda mais potente no mundo atual, onde nossas fragilidades estão expostas. Estamos diante de uma ameaça que não respeita religião, ideologia, credo ou classe social. Estamos todos na mesma tempestade e, com isso, o diálogo é extremamente necessário porque cada um está vivendo de uma forma essa tempestade”, ponderou.
Mediação, Justiça Restaurativa e Cultura de Paz

O Fórum atua como atividade parceira do Pacto por um Ceará Pacífico e é composto por 35 órgãos e instituições. Entre elas estão: Ministério Público (MPCE), Defensoria Pública Geral do Ceará, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Tribunal de Justiça (TJCE), além da Vice-Governadoria.

As instituições que queiram integrar o Fórum devem entrar em contato com a Coordenadoria de Mediação da Vice-Governadoria. Para mais informações, basta entrar em contato pelo telefone (85) 3459 6116.


Postar um comentário

0 Comentários