Coronavírus: Arquidiocese de Brasília mantém missas e atividades

Se as celebrações estiverem muito lotadas, pároco pode pedir a fiéis frequentarem outra ou ainda criar novos horários para evitar aglomeraçõ


HUGO BARRETO/METRÓPOLES


Por: Amarildo Mota
Arquidiocese de Brasília decidiu, em reunião realizada nesta quinta-feira (12/03), a manter missas e atividades pastorais até segunda ordem. Na noite de quarta-feira (11/03), o governador Ibaneis Rocha (MDB) divulgou decreto em que restringe aglomerações para evitar a propagação do novo coronavírus. Entre as ações estão a suspensão de aulas em escolas públicas e particulares e de eventos que reúnam mais de 100 pessoas.
Na decisão da Igreja Católica no DF, há algumas observações. As celebrações estão mantidas, assim como o mutirão de confissões que ocorrem durante o período da Quaresma. Porém, se o pároco notar que alguma missa tende a ficar muito cheia, ele pode pedir aos fiéis para frequentarem outra missa. E, se for o caso, é possível criar outros horários para que as igrejas não fiquem muito cheias.
Dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília — que está de saída para assumir a Arquidiocese de Salvador —, havia se reunido com os auxiliares há duas semanas para falar sobre o Covid-19. À época, a conclusão foi de que bastava padres e fiéis seguirem as orientações do Ministério da 
Saúde.
Fonte: Metrópole