sábado, 29 de junho de 2019

Sindicato “passa a perna” em professores de Novo Gama.

Diretores do Sinpro-NG recebem remuneração enquanto professores grevistas estão com dias descontados.


Espelho de pagamento de salários. Fonte: Portal de Transparência.
Desde o dia 20 de maio, a rede municipal de Novo Gama está em greve pelo fim da Jornada Ampliada. Durante o programa, os professores trabalhavam apenas um período (manhã ou tarde), ou seja, a prefeitura tinha que contratar mais professores para cobrir esse tempo vago. Esse tipo de gasto não favorecia a educação dos alunos, apenas garantia mais tempo livre para os professores planejarem suas aulas.
Os dados do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) não indicam nenhuma melhora na educação do município graças à Jornada Ampliada. Durante esse período, infelizmente, a posição da educação de Novo Gama caiu muito, para o último lugar.
Após deliberação da Justiça, no dia 05 de junho, foi ordenado o fim da greve iniciada pelo Sinpro-NG (Sindicato dos Professores de Novo Gama), e determinado que os professores retornassem imediatamente às salas de aula. Caso contrário, o Sindicato teria que pagar uma multa de até 150.000 reais.
Os professores estão sem receber pelos dias que não tem trabalhado, mas os diretores do sindicato se orquestraram bem para que o mesmo não acontecesse com eles, antes mesmo do início da greve. Por meio da Licença Prêmio, licença a que o funcionário tem direito na proporção de três meses para cada cinco anos servidos, os mesmo estão muito bem remunerados, enquanto os grevistas têm seus dias descontados.

Esse é o sindicato que representa os professores?    
   
Espelho de Ponto do Presidente do SINPRO. Fonte: Portal de Transparência



Izalci Lucas: “Me envolvo inteiramente no que faço”

Izalci afirma usar da forma mais integral possível a estrutura que o Senado dispõe. “É como uma equipe de Fórmula Um para quem quer ganhar as corridas”, comentou

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Após novo decreto, órgãos públicos pedem autorização para realizar concursos

Segundo o especialista a medida não chega a ser prejudicial aos candidatos, até porque eles terão mais tempo para se preparam de forma adequada para os certames



Após a publicação do novo decreto que estabelece novas normas para concursos, tais como a responsabilidade de autorizar a abertura de editais ao ministro da Economia para a realização dos certames, alguns órgãos já entraram com o pedido para lançarem os editais. 

A Polícia Rodoviária Federal, por exemplo, já encaminhou o pedido de um novo concurso para a ocupação de 4.360 vagas de policial rodoviário federal e 75 vagas de agente administrativo. O Itamaraty fez o pedido antes mesmo da publicação do decreto, em 2018, solicitou a realização do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata 2019 (CACD) que, inclusive, já foi autorizado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Outros cinco órgãos que já confirmaram a solicitação ao Ministério da Economia foram: Controladoria Geral da União (CGU), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e a Comissão de Valores Mobiliários.

Segundo o professor José Wesley, do IMP Concursos, a medida não chega a ser prejudicial aos candidatos, até porque eles terão mais tempo para se preparam de forma adequada para os certames. "Acredito que a maioria dos concursandos não estão totalmente preparados para a prova que deseja fazer. E teremos concursos sim, até por conta dos inúmeros pedidos de autorizações dos órgãos públicos ", afirma. 

A dica para quem concorre a uma vaga, segundo Wesley, é manter o foco, o ritmo de estudos e fazer provas. "Qualquer concurso que for aparecendo o candidato deve fazer sim, porque vale a pena. Porém, não deve tirar o foco do certame que deseja", finaliza o especialista. 


quarta-feira, 19 de junho de 2019

IMP Concursos promove aulões gratuitos para quem está de olho nos concursos do INSS E PCDF

O evento acontecerá nos dias 24, 25 e 26 das 19h15 às 22h50, nas unidades da Asa Sul e Águas Claras



Considerados um dos os concursos mais esperados pelos candidatos do Distrito Federal, os certames da Polícia Civil com 1.800 vagas e o INSS com mais de 2 mil vagas estão previstos para serem realizados no segundo semestre de 2019. Para dar um incentivo e ajudar a direcionar os estudos, o IMP Concursos irá promover diversos aulões gratuitos entre os dias 24, 25 e 26 de junho nas unidades da Asa Sul e Águas Claras.

Para participar dos cursos, os candidatos deverão realizar as inscrições através do site www.impconcursos.com.br.  Vale lembrar que o evento é sujeito a lotação.

Os materiais trabalhados durante os aulões do INSS serão elaborados pelos professores Carlos Machado, Bacharel em Administração de Empresas, José Trindade, Bacharel em Direito e Raquel Cesário, professora de Português e Revisão de Textos.

Já para o esquenta da PCDF foram escolhidos os profissionais: Adriane Sousa, formada em Direito e Letras, Fabrício Dutra, graduado em Letras-Português e Alemão- e Vitor Falcão, delegado de Polícia Civil do DF e aprovados nos concursos do TRF1 e SEJUS.

Confira a programação:
ESQUENTA INSS
Asa Sul
24/06 - Carlos Machado -  Direito Previdenciário
25/06 - José Trindade - Direito Administrativo
26/06 - Raquel Cesário - Língua Portuguesa
Águas Claras
24/06 - José Trindade - Direito Administrativo
25/06 - Raquel Cesário - Língua Portuguesa
26/06 - Carlos Machado -  Direito Previdenciário
ESQUENTA PCDF
Asa Sul
24/06 - Fabrício Dutra - Língua Portuguesa
25/06 - Adriane Sousa - ECA
26/06 - Vitor Falcão - Direito Penal
Águas Claras
24/06 - Adriane Sousa - ECA
25/06 - Vitor Falcão - Direito Penal
26/06 - Fabrício Dutra - Língua Portuguesa
Serviço
Data: 24, 25 e 26 de junho
Hora: 19h15 às 22h50
Endereço: Asa Sul
L2 Sul · SGAS 603 Conjunto "C"
Águas Claras
Avenida Jacarandá, lote 16
Inscrições: www.impconcursos.com.br
Entrada: Gratuita

domingo, 16 de junho de 2019

GDF incentiva campanha de conscientização sobre idosos

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi comemorado com evento que reuniu convidados especiais e representantes do GDF na Residência Oficial de Águas Claras

O sábado começou com um café da manhã reunindo todo o grupo de convidados / Foto: P H Carvalho.

Moradores de 54 condomínios de Sobradinho fazem manifestaram contra empresa UPSA

Na manhã deste sábado (15/06) foi movimentada nos setores Grande Colorado, Contagem e Boa Vista, em Sobradinho, onde moradores de 54 condomínios se reuniram em três pontos para manifestarem contra a empresa Urbanizadora Paranoazinho (UPSA)


sexta-feira, 14 de junho de 2019

Pacientes que enfrentaram o câncer ganham voz para compartilhar suas histórias


Receber o diagnóstico de câncer não é tão simples, especialmente porque a doença pode surgir em qualquer fase da vida, e em diferentes partes do corpo. Pensando nisso, a oncologista brasiliense Ludmila Thommen desenvolveu um novo projeto que auxilia os pacientes no processo de descoberta e enfrentamento da doença.
Com mais de 11 anos de trabalho na área de saúde, uma das ações propostas pela Dra. Ludmila mostra o relato de histórias reais de pacientes que venceram a luta contra o câncer. Por meio do site (http://draludmilathommen.com.br/, a oncologista apresenta a série Jornada do Paciente, em que homens e mulheres poderão compartilhar um pouco de suas experiências.  “O objetivo é que os relatos consigam amenizar o impacto do tratamento que, por muitas vezes, se torna doloroso e traumático”, explica Ludmila Thommen.
O primeiro episódio da série traz como protagonista a servidora pública Suzane Arar, de 43 anos, que recebeu o diagnóstico em julho de 2018. “Quando descobri a doença, além do susto da confirmação do diagnóstico, um dos meus medos também foi de nutrir o sentimento de desamparo. A série é uma ferramenta muito especial justamente porque dá voz para quem passou por esse processo expressar sua vivência”, afirma Suzana.
Além do site, Ludmila Thommen é fundadora do programa Movimento Vida, utilizado dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), onde ela também atua. O movimento unifica a relação médico/paciente durante todo o tratamento do câncer. “Nosso objetivo com essa ação, que foi posta em prática em julho de 2018, é de estabelecer conexões entre nós (médicos) e os pacientes. E, principalmente, poder proporcionar esclarecimento sobre a doença e sobre o tratamento”, detalha a oncologista.
No projeto, os pacientes escolhem o tema das reuniões que acontecem uma vez por mês, junto a profissionais de saúde como mastologistas, fisioterapeutas e psicólogos todos da Rede SUS. A abordagem dos debates é feita de maneira positiva no intuito de motivar e ajudar os pacientes que estão atravessando o momento de tratamento.
            “A vida humana é constituída de um somatório de ações, reações, encontros, desencontros e expressões contínuas para escrever e rescrever a própria história. Tudo acontece durante este espaço de tempo entre o nascer e o morrer. E fazer a diferença neste intervalo é que faz nossa vida valer a pena”, explica Ludmila.
Serviço
Site Ludmila Thommen
Conheça o site: http://draludmilathommen.com.br/

Já ouviu falar em melanoma? O mês de Junho é dedicado à conscientização deste tipo de câncer de pele

Entre os tipos de cânceres de pele existentes, o melanoma é o menos frequente, porém o mais agressivo de todos e com alta taxa de mortalidade


O câncer é a segunda maior doença responsável por mortes no país atrás apenas das enfermidades do aparelho circulatório, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).  Uma pesquisa do Instituto revelou ainda que o câncer de pele é o mais incidente na população e corresponde a 30% dos casos registrados. Entre os três tipos existentes da doença, o melanoma é o menos frequente, porém o mais agressivo de todos e que soma uma alta taxa de mortalidade. Com o objetivo de conscientizar a população sobre a doença e fazer um alerta para a importância do diagnóstico precoce foi criado o Junho Preto.

Embora o diagnóstico de melanoma normalmente cause medo e apreensão aos pacientes, quando há detecção precoce da doença, as chances de cura são de mais de 90%. A doença tem como característica, a aparência de uma pinta ou de um sinal na pele, com coloração em tons acastanhados ou enegrecidos, que, em geral, mudam de cor, de formato ou de tamanho com o tempo podendo até causar sangramento. Por este motivo, é importante o acompanhamento médico quando for detectado qualquer lesão suspeita, pois apenas o exame clínico ou a biópsia podem diagnosticar o câncer de pele.  

“O profissional de dermatologia faz o diagnóstico precoce da doença. É ele que sabe como examinar uma lesão com pequenas alterações e que, provavelmente, virão a se tornar um melanoma”, explica o dermatologista, Erasmo Tokarski, que atua na área da Dermatologia, Estética e Cirúrgica há mais de 30 anos.

Além do diagnóstico, o dermatologista também é responsável pelo tratamento e acompanhamento da doença junto ao paciente.

“Utilizamos um dermatoscópio, que é uma lente de aumento especial com fonte de luz própria para observar a lesão, e, se houver indicação realizamos a biópsia da pele”, explica Erasmo Tokarski.

Tratamento de câncer de pele tipo melanoma

A cirurgia é o tratamento mais indicado nos tumores iniciais, mas há também cuidados com quimioterapia, radioterapia e imunoterapia. Por ser um tipo de câncer de pele mais grave, nem sempre é possível atingir a cura do melanoma, especialmente quando o tumor é identificado numa fase muito avançada.

O dermatologista Erasmo Torkaski explica que, quando o diagnóstico é feito muito tardio é possível que seja necessária a participação de um oncologista no tratamento.

“Caso o melanoma se dissemine para outras partes do corpo, o que é chamado de metástase, o oncologista entra com a terapia quimioterápica no processo contra a doença. Os tratamentos ajudam a reduzir os sintomas e a aumentar a expectativa de vida dos pacientes”, detalha.

Prevenção
Além do uso do filtro solar, existem outras formas de proteger a pele contra os raios UVA e UVB do sol. A proteção solar deve ser feita tanto em momentos de lazer quanto de trabalho sob o sol. Para quem realiza as atividades ao ar livre, o uso de equipamentos de proteção individuais (EPI), chapéus de abas largas, óculos escuros, roupas que cubram boa parte do corpo e protetores solares são itens obrigatórios diários para evitar que a exposição prolongada traga problemas de saúde.

sexta-feira, 7 de junho de 2019

CLDF faz Sessão Solene para homenagear e reconhecer a importância dos comunicadores do DF

Aconteceu nesta segunda-feira (03/06), por iniciativa do deputado distrital João Hermeto de Oliveira Neto (MDB), foi realizada Sessão Solene, no plenário da Câmara Legislativa, em  reconhecimento a importância dos comunicadores, blogueiros, e influenciadores e comemoração ao Dia do Blogueiro


Prêmio Acontece Taguatinga é o trabalho que gera sucesso

O prêmio Acontece Taguatinga, ocorrido ontem, foi um estrondoso sucesso!

Prefeito Hildo do Candango participa de audiência com ministro Gustavo Canuto e defende a celeridade dos processos do programa “Minha Casa, Minha Vida”

Audiência com Ministro Gustavo Canuto - Foto: Divulgação.

A audiência ocorrida na tarde desta quinta-feira (06) com os prefeitos que integram o g100, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para tratar de diversos temas que visam a concepção de políticas públicas, no sentido de dar prioridade ao grupo de cidades acima de 80 mil habitantes e com altos índices de vulnerabilidade socioeconômica.
Na oportunidade o prefeito Hildo do Candango defendeu alguns pontos que devem ser analisados pelo Governo Federal como indispensáveis para Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE), um deles foi o programa habitacional “Minha Casa Minha Vida”, que passou por um momento de paralisação no estado de Goiás e atingiu diretamente os construtores e trabalhadores da construção civil que atuam nesta região.
O prefeito Hildo do Candango demonstrou preocupação ao ministro Gustavo Canuto, que mesmo depois de toda a movimentação realizada e com o anúncio do aporte de recursos feitos pela pasta, os processos ainda continuam travadas, causando preocupação a toda cadeia produtiva do setor, importantíssima para os municípios envolvidos.
“O que nos preocupa muito é que os processos ainda estão travados, a construção civil nesta região e fundamental para a politica de fomento para geração de emprego e renda. Atualmente 30% da arrecadação municipal provém desta área através do ITBI, sem ela nossos municípios podem entrar em colapso administrativo”, disse o prefeito.
O ministro Canuto informou que alguns repasses ainda não haviam sido realizados, mas até o final do mês de junho eles serão transferidos voltando a normalidade.
Canuto também garantiu que os subsídios estão garantidos. O ministro destacou que o programa passa por reformulações e possivelmente será dividido nestas duas áreas: famílias de baixíssima renda e famílias de baixa e média renda.
O prefeito Hildo do Candango tranquilizou os trabalhadores da área da construção civil e os construtores do município Águas Lindas, e que todos os esforços estão sendo realizados para garantir a manutenção do programa e na busca eficácia da efetivação dos contratos com a Caixa Federal que tem realizado o sonho da casa própria para milhares de famílias e gerando emprego em renda.
Participaram da agenda com o Ministro Gustavo Canuto o prefeito de Igarassu/PE e também vice-presidente nacional do g100, Mário Ricardo, o prefeito de Águas Lindas de Goiás/GO e também presidente da AMAB, Hildo do Candango, e o representante da prefeitura de Feira de Santana/BA, Denilton Pereira de Brito.

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Justiça não tolera farra de sindicato com a educação em Novo Gama (GO).

Após duas semanas de greve ilegal, professores de Novo Gama terão que retomar as aulas.

Após implementação da Jornada Ampliada as notas do IDEB caíram e munícipio já esteve em última posição entre os 12 munícipios goianos entre 100 e 200 mil habitantes – Foto: Reprodução

A Jornada Ampliada permitia que os professores trabalhassem somente no período da tarde ou de manhã, ficando com o contra turno livre e fora de sala de aula. A jornada ampliada desobriga os professores a cumprir às 40 horas em sala de aula, tornando necessária a contratação de novos professores para ocupar o tempo restante. O fim da jornada ampliada não significa aumento de carga horária dos professores, pelo contrário, a lei nacional do magistério diz que o professor tem que cumprir 40 horas de trabalho, sendo 26 horas em sala de aula e 14 horas fora de sala, preparando suas aulas, ou seja, com a jornada ampliada o professor não cumpria sua carga horária completa.  Além disso, a educação não foi beneficiada, em mais de cinco anos de Jornada Ampliada a nota do IDEB (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) de Novo Gama não apresentou melhoras e neste período já esteve na última posição do ranking de notas entre os municípios de Goiás com até 200.000 habitantes. O programa não cumpriu com o que prometia. Mesmo assim, o Sinpro-NG (Sindicato dos Professores de Novo Gama) declarou greve geral dos professores da cidade.
Hoje o cenário atual do Brasil é de diminuição de benefícios e regalias e quer eliminar os privilégios governo durante toda a sua gestão garantiu um reajuste salarial de 12,76% dos professores, carga horária alinhada com o que manda a lei nacional do magistério, garantindo 26 horas semanais em sala de aula e 14 horas semanais para o preparo de aulas e coordenação, desta forma o município cumpre com o que manda a lei. Após duas semanas com as escolas do município paradas e os alunos sem aula, a Justiça determinou judicialmente a ilegalidade da greve, obrigando os professores a voltarem às salas de aula, fixando multa de até 150.000 reais para o sindicato.
Acusados de usar a greve como uma manobra política para desmoralizar o governo da atual prefeita, Sonia Chaves, o sindicato teve seus planos arruinados graças à eficácia da justiça. Visto que tanto o salário quanto o horário de trabalho dos professore permaneceram como eram antes da Jornada Ampliada, consequentemente não há prejuízo nem para o estudante, que deve ser sempre a prioridade dos profissionais da educação e do governo, nem para os próprios professores.  A única coisa prejudicando a educação de Novo Gama é o próprio sindicato.