sábado, 6 de outubro de 2018

Ibaneis tem chances de ganhar no 1º turno

O advogado Ibaneis Rocha (MDB), que já tem do seu lado boa parte do PSDB pode ainda contar com o apoio dos evangélicos liderados pelo ex-deputado federal, bispo Rodovalho da comunidade Sara Nossa Terra, além de outras importantes forças partidárias que tendem migrar para o barco do emedebista. Os adversários estão em pânico


Surfando isoladamente com 34% de intenções de voto, de acordo com a pesquisa do Ibope divulgada na quarta-feira (03) e com 32%, conforme aponta a pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (05), o ex-presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha já começa a receber adesões partidárias antecipadas com vistas a marchar com ele no provável segundo turno das eleições.

O que mais atrai as forças partidárias para o lado de Ibaneis, são os números apontados pelos institutos de pesquisas nas simulações dos votos válidos.

Tanto o Ibope quanto o Datafolha, Ibaneis derrotaria qualquer um de seus adversários que tiver a sorte de chegar ao segundo turno.

No caso da simulação feita pelo Ibope em um possível segundo turno para o governo do Distrito Federal, Ibaneis venceria com 55% dos votos válidos se disputar contra Eliana que teria 25%.

O Ibope também aponta que Ibaneis ganharia de Rollemberg com 62% contra 16% do socialista.

No cenário simulado pelo Datafolha de ontem, Ibaneis Rocha ganharia no segundo turno com 57% se a disputa for com Eliana.

Se a disputa for com Rollemberg, Ibaneis fica com 61% dos votos válidos contra 23% do atual governador.

O percentual de votos válidos do emedebista aumentaria para 63% se disputar contra Rogério Rosso que teria apenas 20%, segundo a simulação feita pelo Data Folha.

A certeza de que haverá o segundo turno no DF e que Ibaneis Rocha sairia vitorioso, segundo as pesquisas, serve também de termômetro para novas recomposições politicas visando o futuro.

O maior volume de movimentação política busca alinhamento ao lado do emedebista. Grande parte vem de aliados dos atuais adversários de Ibaneis que disputarão como ele este primeiro turno.

É o caso do Bispo Rodovalho e seu grupo político que estão neste primeiro turno com Rogério Rosso (PSD), mas tendem se aliar no segundo turno com o ex-presidente da OAB-DF.

Rodovalho é o principal líder evangélico da comunidade Sara Nossa Terra e é amigo histórico de Ibaneis antes mesmo do advogado ser o presidente da Ordem. Conversa nesse sentido já estaria alinhavada.

No entanto, o deputado distrital Rodrigo Delmasso, seguidor de Rodovalho, disse ao Radar que não há um acordo oficial ainda, mas há uma orientação de que é possível o apoio das lideranças evangélicas no segundo turno para Ibaneis.

Partidários do deputado distrital Júlio Cesar, que deve se eleger deputado federal neste domingo, confidenciaram ao Radar que o PRB, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, se prepara para “ibaneizar”, a partir da próxima segunda-feira (08), por não acreditar que Rogério Rosso, com quem está coligado, possa ter a chance de passar para o segundo turno.

Procurado pelo blog, o presidente da legenda, Wanderlei Tavares, disse não ter conhecimento de tal movimentação, embora na política tudo pode acontecer. Ele acredita que Rogério Rosso, até domingo, pode ultrapassar a candidatura desidratada de Eliana Pedrosa e deixar longe o congelado Rollemberg.

Lideranças tucanas estariam com pés, asas e pescoço no barco de Ibaneis Rocha desde a semana passada. Há quem sustente que apoiar Ibaneis seria também a opção preferencial de Izalci Lucas, presidente do PSDB, que deve também ser eleito senador no próximo domingo.

Como se vê, ninguém quer botar o voto fora e nem apostar em barca furada em um eventual segundo turno.

Fonte: Radar DF.