domingo, 18 de fevereiro de 2018

Responsabilidade pelo desabamento do viaduto é da Novacap

Inconformado por levar a culpa pelo desabamento do viaduto no Eixão Sul, o ex-diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF) Henrique Luduvice pode se tornar uma bomba ao voltar sua artilharia contra o governo. Ex-presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do DF (CREA/DF) e do Confea, Luduvice tem apoio das entidades do setor de construção, que também já começaram a fazer barulho

Resultado de imagem para enrique ludovice
Na noite de quinta-feira, ele fez um pronunciamento forte na Comissão Senado do Futuro, a convite do senador Hélio José (Pros/DF). Atribuiu a responsabilidade do desabamento à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e isentou técnicos e profissionais do DER/DF.


Pauta política após desabamento

Luduvice aponta uma “pauta política” na penalização do departamento que comandou desde o início do governo Rollemberg. “A responsabilidade sobre todos os viadutos e passagens subterrâneas dos Eixos Rodoviários Norte e Sul sempre foi da nossa grande empresa Novacap”, afirmou. “Portanto, aqui eu digo em alto, claro e bom som para o Brasil ouvir que o DER foi injustiçado. O corpo técnico e os servidores daquela instituição não os responsáveis, em absoluto, pelo desabamento daquele viaduto. E Brasília e o Brasil precisam saber disso”, acrescentou.


Guerra em defesa do DER

A força das entidades que apoiam Henrique Luduvice e os servidores do DER/DF provocou um pedido de abertura de investigação na Câmara Legislativa nesta semana. No documento, protocolado quinta-feira, quatro entidades (ASSENDER, ASDER, ASSAAP e AAGETRAN) apontam a responsabilidade da Novacap. Nos bastidores, apostam que a culpa pela suposta omissão na manutenção do viaduto da Galeria dos Estados vai cair no colo do atual diretor-presidente do DER/DF, Márcio Buzar, ex-diretor de Edificações da Novacap.