quinta-feira, 25 de maio de 2017

Em um ano, Mendonça Filho tem mais resultados positivos no MEC do que os 13 anos de PT

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), elogiou o trabalho do ministro da Educação, Mendonça Filho, e criticou a gestão do PT que deixou o país com péssimos índices no setor

O ministro esteve nesta terça-feira (16/5) no Senado para prestar contas do seu primeiro ano de gestão em audiência pública. Caiado cumprimentou Mendonça por, em pouco, tempo, ter conseguido fazer a reforma do ensino médio e mostrar resultados práticos ao contrário do verificado em 13 anos de governo petista.

“Meus cumprimentos ao ministro Mendonça Filho que claramente está fazendo um ótimo trabalho e destaco a revolução que foi a reforma do ensino médio. Mendonça está aqui hoje na Comissão da Educação fazendo o que qualquer homem público no Executivo e no Legislativo também deve fazer: prestar contas e receber as críticas assim como os aplausos”, afirmou Caiado durante a audiência. 

O parlamentar questionou posição de senadores petistas que apontaram supostos avanços na gestão Lula/Dilma com ampliação do orçamento da União. “Essa tese do PT de que ampliou o orçamento da educação não se reflete em resultados. Vimos que o ministro assumiu a pasta com 70% dos alunos do ensino básico sem ter o nível básico; na ciência esse número chega a 56,5%. O que precisamos mostrar é como os impostos pagos pelo povo se refletem em resultados e como a gestão petista e o esquema de corrupção enorme que foi montado trouxeram prejuízos incalculáveis para a população. Parabéns ao ministro que em pouco tempo trouxe resultados práticos a educação”, disse.

O senador mostrou ainda dados, como o ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) em que o Brasil ocupa 63ª posição em ciências, 59ª em leitura e 66ª em matemática. “Ao todo, 22,5% de nossos jovens não trabalham, nem estudam. Um prejuízo irrecuperável do PT que vamos sofrer sequelas por muito tempo. É óbvio que o ministro Mendonça não tem varinha de condão para resolver todos esses problemas da noite para o dia. Mas já demonstrou competência. A reforma do ensino médio é a maior mudança que tivemos nos últimos 13 anos para estimular o jovem a voltar para a escola e dar a prerrogativa ao aluno para que ele decida que caminho seguir com a oportunidade de escolher também pelo curso técnico”, finalizou.