sexta-feira, 17 de março de 2017

Lideranças do Entorno se unem em apoio a Caiado

O abandono sofrido pelas cidades do Entorno de Brasília nas gestões do governador Marconi Perillo (PSDB) foi a principal queixa de lideranças políticas que participaram de reunião na noite desta quinta-feira (16/03) com o senador Ronaldo Caiado (Democratas) em Valparaíso

Participaram representantes de mais de 50 municípios como Cidade Ocidental, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Cristalina, Águas Lindas e Luziânia, que declararam entusiasmo com a possibilidade de ter o senador na disputa de 2018 ao governo estadual.

Presidente do Democratas de Valparaíso, Cassiano teceu críticas ao descaso de Marconi Perillo com o Entorno e apresentou Ronaldo Caiado como uma alternativa para mudar o futuro do Estado. “O modelo de administração de Marconi Perillo é desonesto, sem o objetivo principal de usar o governo em benefício do povo. O que ele faz na verdade é ir em busca de interesses pessoais”, lamentou.

Sobre a presença do senador no encontro, Cassiano disse que Ronaldo Caiado agrega facilmente as lideranças da região. “É fácil chamar líderes para apoiar aqui Ronaldo Caiado. Não é um nome que está envolvido em nenhuma falcatrua. Hoje temos aqui mais de 50 lideranças querendo sair desse inferno astral que Valparaíso e o Entorno de Brasília está vivendo”, afirmou.

Outra liderança presente foi José Valdécio, que comemorou a visita do democrata. “Nós de Goiás e de maneira particular do Entorno necessitamos que ele seja nosso governador. Para poder colocar o nosso Estado e o Entorno no seu devido lugar. Ele vai respeitar o imposto que pagamos, oferecer infraestrutura básica, educação, saúde e segurança pública, que é o que estamos precisando e o atual governo não tem nos oferecido”, disse.

Representante de Águas Lindas, Túlio Santo Agostinho acredita que Ronaldo Caiado representa uma nova forma de encarar a política. “Representa renovação, esperança de população que está sofrendo com nosso transporte público de péssima qualidade, uma saúde pública que não funciona. Em 20 anos de governo nada foi feito pelo Entorno. Espero que a gente possa ter finalmente um governador que seja municipalista igual o nosso senador Ronaldo Caiado, que é o grande destaque do Congresso Nacional”, elogiou.

Muitos líderes acreditam que Ronaldo Caiado já está preparado para o desafio de estar à frente da administração estadual. É o caso de Adolfo Lopes. “Estamos diante de um nome pronto, que tem preparo intelectual e moral. Um homem que está dando alegria ao país, não é só a Goiás. Grande orador, ele se impõe, tem independência, traquejo, carreira fantástica na área federal. Ronaldo Caiado terá facilidade de trazer recursos. Ele conversa com o mundo e tem respeito, lealdade, é companheiro. Nós estamos cansado de ver gente que nos usa igual bucha de laranja e joga fora”, comparou.

Afrânio, de Valparaíso, também reclamou de falsas promessas que outros candidatos já fizeram no Estado. “Goiás passa pela mentira das promessas. Cadê a nossa rodoviária? Caiado é a esperança do Entorno, a mudança, a sinceridade, o pulso forte. Goiás precisa de mudança, sair da mesmice. Juntas todas as forças para eleger Caiado governador do nosso estado”, se adiantou.

Ronaldo Caiado agradeceu as manifestações das lideranças e garantiu que o que se pode esperar dele como político, em qualquer função que exerça, é o compromisso com a palavra. “Quando subo na tribuna do Senado eu agradeço a Deus toda hora por ter independência intelectual e moral. Por poder dizer o que quero dizer de acordo com minha consciência e convicção, na certeza de que não estou traindo os votos que recebi, que exerço meu mandato com compromisso público e sem fazer do meu cargo um balcão de negócios”, sublinhou.


Ele também lembrou que tem trabalhado para aglutinar as forças políticas para um projeto antagônico a este que está no poder, sempre respeitando o apoio do PMDB. “Quero deixar clara a minha gratidão ao PMDB. Se fui eleito senador foi numa chapa coligada a Iris Rezende (PMDB). Em 2016 fiquei 24 horas na eleição até ganhar em Goiânia. Ninguém se constrói politicamente sem aglutinar as forças políticas. Ninguém ganha só com um partido. Precisamos ter maturidade nessa hora”, alertou.