segunda-feira, 2 de maio de 2016

Com ato pela paz e shows, festa na Esplanada encerrará percurso da tocha em Brasília

Apresentações de artistas locais começam às 16 horas, e a cantora baiana Daniela Mercury fecha a noite

A festa de celebração da tocha olímpica em Brasília começará às 16 horas, nesta terça-feira (3), no gramado central da Esplanada dos Ministérios, na altura da Biblioteca Nacional. O revezamento da chama ainda estará em andamento quando for iniciada a comemoração com dez atrações locais e duas nacionais. No espaço, haverá também feira de artesanato e praça de alimentação.

Antes do show de encerramento, comandado pela baiana Daniela Mercury, o fogo olímpico chegará, por volta das 20h50, ao local da festa conduzido pela atual secretária do Esporte, Turismo e Lazer do DF e duas vezes medalhista olímpica do vôlei, Leila Barros. Em seguida, o Comitê dos Jogos do Rio 2016 comandará cerimônia no palco.

Mais cedo, no intervalo de apresentações musicais, ocorrerá no local um Ato pela Paz Mundial, realizado pelas pastas do Esporte, da Cultura e da Segurança Pública e Paz Social. O ato está agendado para as 19h20. Entre os participantes convidados estão a pacifista Graça Machel, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, viúva de Nelson Mandela e ex-ministra de Moçambique, e o ex-atleta Joaquim Cruz, campeão olímpico.

Abrem a celebração às 16 horas a Escola de Samba da Aruc, as cantoras Renata Jambeiro e Dhi Ribeiro. Todos se apresentarão juntos até as 16h40, com participação especial do Namastê, grupo que também tocará com Ellen Oléria, na sequência. Às 18h10, será a vez do carioca Diogo Nogueira.

Antes mesmo da festa, ainda no início do revezamento, haverá música para o público. A Banda Batalá tocará das 10 horas às 11h20 na Praça dos Três Poderes. Mais para o fim do trajeto, no Museu dos Povos Indígenas, o Ministério da Cultura organiza uma solenidade com apresentação cultural das 19h20 às 20 horas.

Artesanato e alimentação
Na área em frente ao espaço reservado para os shows, o gramado será ocupado por uma feira de artesanato, das 16 horas às 22h30, com expositores escolhidos por seleção pública da Secretaria do Esporte. Além disso, estão previstos dois setores para alimentação e 160 banheiros químicos. Cercas delimitarão o espaço do público no evento, mas com acesso livre e gratuito.

Transporte
Metrô e linhas de ônibus terão reforço para quem for à festa de encerramento do percurso da tocha na cidade. O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) informou que haverá acréscimo no número de viagens nas linhas que se destinam à Rodoviária do Plano Piloto, de acordo com a necessidade.

A Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) atuará com reforço operacional na terça-feira (3). De acordo com o órgão, o aumento no número de empregados e de trens em circulação vai depender da demanda. O horário será normal: das 6 horas às 23h30.

Custos
Os cachês dos artistas brasilienses serão pagos com verba de R$ 250 mil de convênio da pasta de Cultura com o Ministério da Cultura, sendo R$ 10 mil de contrapartida do Executivo local e o restante, da União. Os recursos para os cantores nacionais, que também somam R$ 250 mil, são de convênio da Secretaria-Adjunta de Turismo, da pasta do Esporte, Turismo e Lazer, com o Ministério do Turismo. Nesse caso, são R$ 16 mil custeados por Brasília. Para a estrutura de palco, som, alambrados e banheiros químicos, a Secretaria de Cultura investirá R$ 541 mil (incluídos nos R$ 3,8 milhões que o governo de Brasília pagará em infraestrutura, publicidade, segurança e outros serviços para a passagem da tocha na cidade).

Veja o mapa da estrutura montada na Esplanada durante o evento: