quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Violência no Jardim ABC

Violência. Essa é a principal resposta que os moradores dão quando são perguntados sobre o maior problema do Jardim ABC, distrito do município goiano de Cidade Ocidental que fica a 40 quilômetros de Brasília. Com quase 30 anos de existência, o local tem aproximadamente 15 mil habitantes e somente dois policiais para atender toda a região, incluindo a área rural. Enquanto andava pela cidade, a reportagem  foi abordada diversas vezes por moradores que se queixavam da situação do local.

"Gastaram uma fortuna com a Força Nacional para resolver o problema da falta de segurança no Entorno, mas eles só passam por aqui poucas vezes e durante o dia", denuncia o pedreiro Francisco Mendes. Para ele, o problema social tem um fundamento político. "A prefeita da Cidade Ocidental, que deveria cuidar do Jardim ABC, não se preocupa com o lugar porque a maioria das pessoas daqui votam no Distrito Federal e, claro, isso não interessa para ele", completa.

A situação da polícia no Jardim ABC é tão precária que a comunidade precisou doar um telefone celular para facilitar a comunicação com os soldados. "Os únicos dois policiais que fazem a segurança daqui precisam sair com a viatura e, nos casos de emergência, a população não tem como falar com a polícia", conta o comerciante Rubens Pinheiro.